Salve, salve, pátria amada! Está no ar o octogésimo primeiro episódio do podcast Negação Lógica!(para quem não sabe o que é podcast, clique aqui).
Hoje, nos reunimos Mestre Chaplin, Profº Einstein, Pastor Goethe e Sr. Freud para falarmos da misteriosa Maçonaria! Afinal, o que é Maçonaria? É uma sociedade secreta ou é tudo aberto pra todo mundo? Tem meio termo entre essas duas opções? Como ela começou? E as influências, ela fez alguma diferença na história da humanidade? Será que ainda tem integrantes no poder? Como será daqui para a frente? Ouça, discorde, e opine, faça o que quiser! O Negação Lógica é isso aí! Go!
FEEDBACK:
Pessoal, é muito importante para nós o feedback de vocês. Qualquer dúvida, sugestão ou crítica. Se você gostou ou detestou: comente, mande e-mail ou tweet! Queremos saber se estamos no caminho correto. Nosso e-mail é contato@negacaologica.com. Ou se preferir, nos siga no twitter! E os comentários… Dispensam comentários!¬¬
FEED ou iTunes:
Adicione o nosso Feed no seu agregador RSS ou no iTunes: http://negacaologica.com/feed/podcast/. Ou ainda, se preferir, clique aqui e vá direto para os nossos episódios na iTunes Store.
Sem mais delongas…
OUÇAM O EPISÓDIO:
[powerpress]

Tags:

5 Comments

  1. Olá caros amigos.
    Muito legal este novo episódio. Foi bem imparcial e acrescentou várias informações sobre maçonaria para mim. Sempre que vemos algo sobre maçonaria os autores se empenham mais em falar sobre a parte americana e vocês acrscentaram informações bem relevantes sobre o assunto aqui no Brasil.
    Coincidência ou não terminei à poucos dias a leitura de O Símbolo Perdido de Dan Brown. Ok, eu sei que é um romance e uma parte do livro é fantasiosa sobre os fatos, assim como todos os livros dele. Mas existem muitas informações no livro que batem com as de vocês, por exemplo.
    Sobre o G no meio do símbolo: Posso estar errado mas o que pareceu na explicação é que o G representa Deus. Acabei ficando com a impressão que isso estaria se referindo à Deus como citado na religião católica, então coloco aqui um pequeno adendo à informação. Na verdade este Deus, ou Grande Arquiteto, ou mesmo Geometer (ou Geômetra, dependendo da fonte), significa o Grande Arquiteto do universo para cada ser-humano, ou seja, o Deus que cada um acredita. Este é um dos motivos que a maçonaria supostamente aceita qualquer religião, pois todas elas crêem que existe uma força maior do que o ser-humano que rege o universo.
    Mas também pode significar o Deus em cada um de nós, já que eles passam a idéia de que cada um de nós tem um Deus em si, pois fomos criados à imagem e semelhança do nosso Deus. Diferente do que pregam algumas religiões que levam a bíblia ao pé da letra. Os maçons consideram que além de criaturas somos também criadores, portanto cada um é um deus em seu universo.
    Outros significados para o G também são legais:
    A letra G: é a sétima letra do nosso alfabeto e que sabiamente, os Maçons apresentam grandes questionamentos, e que através de estudos, apresentamos um resumo dos diversos significados:
    Gravitação – É a força primordial que rege o movimento e o equilíbrio da matéria;
    Geometria ou a Quinta Ciência – É fundamento da ciência positiva, simboloizando a ciência dos cálculos, aplicada à extensão, à divisão de terras, de onde surge a noção da parte que nelas a nós compete, na grande partilha da humanidade e dos direitos da terra cultivada;
    Geração – É a vida perpetuando a série dos seres. Força Criadora que se acha no centro de todo ser e de todas as coisas;
    Gênio – É a inteligência humana a brilhar com seu mais vivo fulgor;
    Gnose – É o mais amplo conhecimento moral, o impulso que leva o homem a aprender sempre mais e que é o principal fator do progresso;
    Glória – a Deus;
    Grandeza – O homem, a maior e mais perfeita Obra da Criação;
    Gomel (Na verdade acho que é Gimel) – Uma palavra hebráica, entende-se os deveres do homem para com Deus e os seus semelhantes.
    Taí.
    Bem, episódio perfeito.
    Abs a todos.

  2. Esse comentário gigante QUASE superou minha época (tempo bom, não volta mais!!!sniff) de Lonnnnnnnnnnnnnngos emails…Tô baixando, friends…vcs sabem, Ariel toma tempo…

  3. Segundo o dicionário Aurélio: maçonaria
    Substantivo feminino.
    1. Sociedade parcialmente secreta, cujo objetivo principal é desenvolver o princípio da fraternidade e da filantropia; associação de pedreiros-livres; franco-maçonaria.
    2. Ant. Gal. Arte ou obra de pedreiro.
    3. Fig. Pop. Combinação, acordo, entendimento secreto, entre duas ou mais pessoas:
    Vale ressaltar que antigamente a profissão de pedreiro era muito valorizada e cobiçada, tinham livre acesso entre fronteiras, pois poucos dominavam a arte, aqui em Londres a maçonaria pode ser identificada no esplendor das esculturas e detalhes artesanais.
    Com isso os pedreiros livres ganharam status, exercendo certo poder e influência na economia e sociedade, (eram pedreiros cultos, principalmente Europa) cultura que na época era dominada pela filosofia católica romana.
    A velha sede por poder, elite católica se sentia desafiada por uma nova elite de pessoas cultas, prontas ao confronto de idéias.
    De certa forma os pedreiros livres se elegeram sendo eles donos de um conhecimento secreto divino convertido ao esotérico, com mistura do paganismo do tempo do Egito. (visível na simbologia maçônica) lembra muito a atitude dos faraós (considerados deuses)
    Lembrando que um maçom só pode ser indicado por outro maçom, (elitismo).
    Em Israel eu encontrei símbolos maçônicos em Jerusalém, em outra parte de Israel dentro de uma igreja católica. (A velha história do templo de Salomão, conflitos entre a lei judaica contra o paganismo, mais tarde surgindo à conspiração e infiltração da maçonaria nas igrejas católicas).
    Por causa da perseguição, os pedreiros livres desenvolveram várias formas de comunicação, entre elas a simbologia nos encontros, nas construções e ritos realizados dentro das Lojas.
    A maçonaria usa de fachada o chamado ecumenismo, com isso é fácil agregar pessoas de várias culturas visando sempre as mais influentes na sociedade, usando o velho elitismo.
    A doutrina do Cristo entra em confronto com a doutrina maçônica, sendo que os chamados pastores e lideres maçons cristãos ,quando filiados à maçonaria desobedecem às leis e regras por eles algum dia escolhidos,lembrando que a igreja tem um papel de grande influência na sociedade.
    (seria conveniente aos maçônicos a manipulação política e social dentro das igrejas?).
    Leiam a história de Albert Pike 33rd Degree Mason, que não foi pouca merda: o prezado cavalheiro escreveu alguns livros dentre eles: Morals and Dogma of the Ancient and Accepted Scottish Rite of Freemasonry que pode ser encontrado no Amazon. (eu acho que pode ser encontrado em português,)
    Neste livro ele revela táticas e objetivos dos maçons na sociedade, domínio e influência política com um toque bem sombrio de dominação mundial. Obs.: o livro não é evangélico, e nem sofreu alterações, são escritos autênticos do próprio Pike.
    O livro não é nenhuma invenção e a história da pessoa do sujeito também não é. (conspiração?)
    Alguns estudiosos afirmam que existem duas maçonarias dentro da maçonaria, uma que seria visível às marionetes, e a outra seria a mística e oculta revelada aos mais
    elevados,resumindo, tem gente que sabe o que quer e o que faz, e existem outras que apenas servem como massa de manobra, que nem esterco serve de alimento para terra dos outros.
    (isso é valido para seitas e religiões, inclusive até para os ateus que enxergam a ciência como religião).
    Adorei o cast, abraços.

    1. Complementando o comment do Everson. Dei uma olhada na net e achei isso: http://pt.scribd.com/doc/54736611/LIVRO-Moral-e-Dogma-Albert-Pike-Em-Portugues
      Não sei a procedência da tradução mas parece ser o que é.
      Segundo a Wikipedia: Albert Pike (29 de dezembro de 1809, Boston — 2 de Abril de 1891, Washington) foi um advogado, militar e escritor dos Estados Unidos.[1]
      Albert foi reconhecido como gênio, falava dezesseis idiomas diferentes e conseguiu a patente de General-de-Brigada do Exército Confederado na Guerra Civil dos Estados Unidos da América.
      Albert Pike causou impacto ao publicar a obra Morals and Dogma of the Ancient and Accepted Scottish Rite of Freemasonry.[2] que tratava dos graus do Rito Escocês.
      Pelo que vi nos documentários e no livro de Dan Brown existem mesmo dois circulos na maçonaria, um interno e outro externo, sendo que os do círculo externo não sabem se realmente existe o interno ou quem participa deste círculo, e os do círculo interno fazem um juramento de não revelar isso aos outros.
      Abs.

  4. Uma pena tentarem falar sobre a maconaria baseando-se somente em pesquisas na internet, pelo ocnteudo percebemos que sequer leram algum livro, chamaram de seita, corja, uma pena mesmo, como disseram um de vocês fora convidado, deveriam ter pedido melhores explicações para quem lhe convidou, pois somente um maçom realmente saberá o que é ser maçom, saberá falar de forma correta sobre a instituicao, deveriam ser mais sensatos e conversado e até convidado um para explicar melhor o que é, existem tantos livros, a internet em sua grande maioria fala somente besteira, até falaram que a maconaria quer dominar o mundo, nossa quase parei de ouvir nessa hora, pesquisem sim, mas procurem outras fontes além da internet, isso demonstra comodismo, se os maçons sao pessoas bem sucedidas isso se dá pelo crescimento em sabedoria e conhecimento que ele detém ao dar os passos de aprendizado em um templo, se maçons chegam a cargos de sucesso é porque são homens bons e de bons costumes, e Deus ajuda Sm essas pessoas creiam vcs sim ou não, enfim se for conversar sobre isso os comentários seriam curtos, espero que tenham mais senso da próxima vez que falarem de algo que nao conhecem, pois nesse podcast nao foram nada mais nada menos do que a grande maioria das fontes virtuais, incompleto, incorreto e superficial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *